Criado por & Incluido na categoria Aquecimento para sua habitação.

Quando estamos a construir ou reformar podemos apresentar dúvidas em relação a escolha do sistema de aquecimento mais adequado para a nossa habitação. Embora a maior parte dos lares portugueses se utilizem das caldeiras, existem outros itens que podem – e devem- ser considerados. Você sabe qual é o melhor sistema de aquecimento para si e de que modo encontra-lo?

Se está em busca de um sistema de aquecimento adequado, veja as dicas que separamos que certamente irão lhe ajudar na hora de tomar esta decisão!

Por que tipo de sistema de aquecimento devo optar?

Escolher o melhor sistema de aquecimento para si está diretamente ligado com as suas necessidades. Em geral, existem dois grandes grupos de sistemas de aquecimento, voltados cada um para necessidades diferentes. A saber:

Sistema de aquecimento móvel:

São estruturas utilizadas de maneira pontual, com baixo rendimento e capazes de produzir calor instantâneo. Eles demandam um investimento mais baixo, porém também oferecem um rendimento menor. Ainda deve considerar que este tipo de sistema consome mais energia e é capaz de promover um aquecimento localizado, apenas.

Entretanto, possui como vantagens o fato de serem de fácil arrumação e de fácil mobilidade. Eles podem ser movidos a base de gás, energia eléctrica e parafina e ainda não necessitam de instalações e manutenções.

São exemplos de sistemas de aquecimento móvel os aquecedores de parafina, os aquecedores a gás, os aquecedores cerâmicos, os termoventiladores, os irradiadores a óleo, os aquecedores exteriores e tantos outros.

Sistema de aquecimento fixo:

É o mais usado na maioria das habitações pois podem ser utilizados de forma permanente, durante longos anos. Assim, são equipamentos de alto rendimento e que promovem um calor duradouro. Justamente por isso seus custos são mais elevados, necessitando de um investimento inicial maior e também de custos de manutenção.

Possuem durabilidade maior em relação aos sistemas móveis e promovem um conforto térmico mais eficiente, além de gastarem menos energia para o padrão térmico que desempenham.

Esse tipo de sistema necessita de instalação e de manutenção, que devem ser realizadas por pessoas capacitadas, treinadas e habilitadas.

Os sistemas de aquecimento fixos podem usar como combustível a lenha ou pellets, o gás natural, o gasóleo e também a energia eléctrica.

São exemplos: as caldeiras, os emissores térmicos, os recuperadores de calor, as salamandras, o ar condicionado, o seca toalhas, entre outros.

Espero que tenham gostado, continua no próximo artigo.

Rua das Furnas Nº24 2ºDto, S.Domingos de Benfica 1500-300 Lisboa
912460817
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *