Caldeiras

Criado por & Incluido na categoria Caldeiras.

Já leu o 1ºartigo? Se não, leia aqui!

Definindo o melhor combustível para a sua caldeira

As caldeiras podem se utilizar de vários tipos de combustíveis e, dessa forma, escolher pelo melhor deve levar em consideração a zona onde habita.

Caso você resida na cidade e tenha acesso ao gás natural, então deverá optar por instalar uma caldeira a gás natural.

Mas, se você morar na zona rural, poderá ter algumas opções diferentes a depender do acesso que possui, sendo:

  1. Caldeira a gás propano: indicada para os locais onde não há acesso ao gás natural e nem espaço para armazenagem de combustível. Esta é uma caldeira pouco prática e ecológica, sendo a solução ideal para pessoas que habitam zonas onde não existe acesso ao gás natural e também necessitam de aquecimento.
  2. Caldeira a gasóleo: ela é eficaz, mas possui gastos maiores e é pouco prática, uma vez que necessita de um depósito com o gasóleo, e este tende a ter um preço variável de acordo com as oscilações do petróleo. Porém, pode funcionar para zonas onde não há gás natural.
  3. Caldeira a lenha ou pellets: é uma tecnologia que está em pleno desenvolvimento, sendo uma opção ecológica e económica, mas que necessita de um espaço relativamente grande para armazenar a lenha. Também é uma boa opção para zonas em que não há gás natural disponível.

Modelos de alto rendimento

Outro ponto a considerar é em relação à tecnologia empregada na sua caldeira. Hoje, no mercado, é possível encontrar por modelos ditos de ‘alto rendimento’ que permitem poupanças significativas no consumo. Neste caso, existem duas possibilidades:

  1. Caldeira de condensação: nesta caldeira o vapor de água presente nos gases de combustão é recuperado e não é evacuado pelas condutas de fumo. Com isso, consegue-se reduzir o consumo entre menos de 20 a 30% e também ter menos emissões de NOX. O rendimento é de cerca de 108%, porém é necessário investir cerca de 3.000 euros neste aparelho.
  2. Caldeira de baixa temperatura: ela funciona com água aquecida entre 40 e 60ºC, ao invés dos 75-90ºC das caldeiras tradicionais. Dessa forma há uma redução de até 15% no consumo e um rendimento de 97%. Entretanto, elas somente podem ser utilizadas com radiadores de baixa temperatura ou com chão radiante. Para ter este tipo de caldeira é necessário investir cerca de 2000 euros. Conforme o tipo de caldeira que terá instalado deverá verificar o tipo de manutenção necessária.

Espero que tenham gostado, continua no próximo artigo.

Rua das Furnas Nº24 2ºDto, S.Domingos de Benfica 1500-300 Lisboa
912460817
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *